domingo, 8 de maio de 2022

Inflação na Europa parece estagnar

(Publicado no " Diário dos Açores" de 6 de Maio de 2022)



A Inflação na Europa parece ter estagnando depois da acentuada curva ascendente que vinha registando desde meados do ano passado, deixando sérias preocupações quer nos consumidores quer nos mercados financeiros.

Estes valores podem voltar a acelerar face à instabilidade criada pela guerra, cujos consequências ainda não se terão sentido verdadeiramente.





A Inflação na Europa parece ter estagnando depois da acentuada curva ascendente que vinha registando desde meados do ano passado, deixando sérias preocupações quer nos consumidores quer nos mercados financeiros.

Estes valores podem voltar a acelerar face à instabilidade criada pela guerra, cujos consequências ainda não se terão sentido verdadeiramente.

O crescimento acentuado que se vinha verificando no Índice de Preços no Consumidor na Zona Euro,  era, fundamentalmente, resultado do aumentos dos combustíveis: Apesar de ainda significativo, registou uma visível descida entre Março e Abril de 2022.

Em contrapartida, segundo os dados do Eurostat, os últimos números mostram agora um crescimento nos sectores da Alimentação e Serviços.

Os valores  apresentados seguem uma metodologia denominada (IHPC)  - - Índice Harmonizado de Preços no Consumidor  -- de modo a que a variação dos bens de consumo e serviços adquiridos pelas famílias num determinado espaço geográfico -- no caso a Área Euro -- tenha um peso  conciliado com o poder de compra e os preços  em cada um dos países membros.

No caso dos dados do mês de Abril são valores estimados.

Apesar de ser já um valor elevado, esta estagnação pode ser uma boa notícia para as famílias, uma vez que uma das consequências mais preocupantes da subida da inflação é o aumento das taxas de juro, que assim também podem ter um crescimento mais suave.



 


Sem comentários:

Turismo - Março 2022

No mês de março, no conjunto dos estabelecimentos de alojamento turístico registaram-se 160,7 mil dormidas. O número de dormidas, nos prime...