terça-feira, 25 de março de 2008

Crédito à habitação

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratosde crédito à habitação fixou-se, no mês deFevereiro, em 5,669%, agravando-se em 0,067 p.p. face ao mês anterior.
O valor médio do capital em dívida no total dos contratos de crédito à habitação em vigor foi de 52.967 euros, enquanto que o valor médio da prestação vencida situou-se em 350 euros.
Desde Dezembro de 2005, altura em que começou esta escalada, a prestação média subiu 79€ e no último ano -- de Janeiro de 2007 a Fevereiro de 2008 --, a prestação, correspondente a um empréstimo de 52.967 euros, aumentou 37€.

sexta-feira, 14 de março de 2008

POTRAA

O Plano de Ordenamento Turístico da Região Autónoma dos Açores (POTRAA), prevê a construção de 15.490 camas até ao ano 2015.
O documento vai estar em consulta pública entre a próxima segunda-feira e o dia 16 de Maio.

Segundo o secretário regional da Economia, Duarte Ponte, o Plano potencia Vocações Turísticas por ilha e estabelece Espaços Específicos de Vocação Turística.
No caso da vocação turística de cada ilha, a Náutica de Recreio será a do Faial, a Baleia a do Pico, o Queijo a de S. Jorge, o Termalismo a da Graciosa, o Património Edificado a da Terceira, as Praias a de Santa Maria, o Vulcanismo a de S. Miguel, a Comunidade a do Corvo e a Diversidade Paisagística a das Flores.
Quanto aos Espaços Específicos de Vocação Turística, estão definidos, entre outros, as faixas entre Porto Martins e a Salga, na Terceira; entre a Espalamaca e Pedro Miguel, no Faial; entre Lagoa e Água de Pau, em S. Miguel; entre S. João e a Silveira, no Pico; e entre Urzelina e Manadas, em S. Jorge.

quarta-feira, 12 de março de 2008

Gado exportado e abatido nos Açores


A exportação de gado vivo registou, em 2007, uma acentuada diminuição.
Esse decréscimo tem a ver com a nova aposta nas vacas aleitantes, ou seja animais destinados à criação de bovinos para produção de carne. Os Açores subiram de 9 mil para 23 mil direitos e, para receberem os respectivos apoios, os lavradores têm de reter o gado nas pastagens. Estes direitos de vacas aleitantes funcionam como uma espécie de "quota" para a carne. Segundo o Secretário da Agricultura e Florestas, esta retenção de animais, poderá ainda continuar por mais alguns anos, até se atingir o total dos direitos atribuídos aos Açores.

terça-feira, 11 de março de 2008

PIB - País (2007)

Em 2007, o PIB no país cresceu 1,9% em volume, mais 0.6 pontos percentuais (p.p.) do que o verificado no ano anterior.
Este comportamento foi muito influenciado pela evolução da procura interna, sobretudo devido à recuperação do Investimento. A aceleração da procura interna mais do que compensou a redução do contributo da procura externa líquida para o crescimento do PIB.

http://www.ine.pt/portal/page/portal/PORTAL_INE/Destaques?DESTAQUESdest_boui=5499248&DESTAQUESmodo=2

domingo, 9 de março de 2008

Economia Açores


A economia dos Açores apresenta dados poucos favoráveis em muitos indicadores. Da produção de leite à venda de automóveis novos.

A marcar a diferença estão as pescas e o consumo de cimento que apresentam dados positivos.

O filme mostra uma síntese dos últimos indicadores distribuídos pelo SREA.

Ver vídeo em : http://ww1.rtp.pt/acores/index.php?article=1589&visual=3&layout=10&tm=5



sábado, 8 de março de 2008

Edifícios licenciados

O número de obras licenciadas, em 2007, decresceu 11,2%.
É um dos valores mais baixos dos últimos anos.

sábado, 1 de março de 2008

Clima Económico País - Fevereiro 2008

O indicador de clima económico estabilizou em Fevereiro, depois de ter caído nos dois meses anteriores, mas o indicador de confiança dos Consumidores prolongou a tendência negativa iniciada em finais de 2006, registando o valor mínimo desde Junho de 2003.
As perspectivas de evolução da situação económica do país apresentaram o contributo negativo mais expressivo pelo quinto mês consecutivo. As expectativas sobre a
evolução da situação financeira do agregado familiar atingiram em Fevereiro o mínimo histórico
da série iniciada em Junho de 1986(Fonte INE).
O Diário de Notícias de Lisboa, num trabalho sobre estes númros diz que a situação financeira das famílias portuguesas é a pior de sempre.
Não conseguem poupar dinheiro e começam a cortar despesas. As intenções para a compra de carro ou mesmo de simples electrodomésticos
estão adiadas nos próximos meses.

Obras licenciadas