sexta-feira, 27 de março de 2015

Indicador da Atividade Económica dos Açores - Jan 2015




De acordo com os dados agora distribuídos pelo SREA, a evolução do Indicador de Atividade Económica (IAE) continua em recuperação, conforme o gráfico mostra.

O SREA volta a lembrar que o IAE não se deve confundir com o PIB e não se pretende com ele medir a variação infra-anual do PIB, mas sim retratar o "estado geral da economia".





sexta-feira, 6 de março de 2015

Indicador Sintético




O Serviço Regional de Estatística acaba de publicar um Indicador de Atividade Económica (IAE) para os Açores, já publicado neste blogue.

É um trabalho de grande interesse, do ponto de vista prático, na medida em que vem dotar a Região de uma das ferramentas essenciais à Análise da Conjuntura económica regional.

Recorde-se que já anteriormente tinha sido publicado neste blogue um Indicador Sintético com  objetivos semelhantes.
Tal com o Indicador de Atividade Económica do SREA, o Indicardor Sintético (construído pelo autor deste blogue), não pretendia medir a variação do PIB, mas sim retratar o "estado geral da economia" e sintetizar a informação disponível nas diversas variáveis económicas, procurando captar a tendência da sua evolução dominante.

Na obtenção do IAE- Açores foi seguida, segundo o SREA, a abordagem na ótica do VAB (Valor Acrescenado Bruto), que assenta na seleção das séries mensais/trimestrais mais correlacionadas com a evolução das atividades económicas consideradas no cálculo do VAB e na sua agregação, ponderada pelo peso de cada uma dessas atividades no VAB total da Região.

De forma semelhante o Indicador Sintético é construído a partir de séries estatísticas registadas ao longo de vários anos. Os dados de cada mês, são comparados com os valores médios mensais dessas séries, tendo em conta a sazonalidade e multiplicados por um fator de ponderação, calculado a partir do peso de cada sector no Valor Acrescentado Bruto (VAB).
Os valores apresentados são atualizados à medida que são conhecidos novos dados e são também calibrados pela variação do PIB

De acordo com o Serviço Regional de Estatística, para o cálculo do IAE – Açores são utilizadas as seguintes séries:  “Leite entregue nas fábricas”, “Gado Abatido”, "Pesca Descarregada”, “Produção de Energia”, “Produção de Produtos Lácteos”, “Consumo de Energia na Indústria”, “Venda de Cimento”, “Empregados na Construção Civil”, “Passageiros Desembarcados Via Aérea”, “Dormidas nos Estabelecimentos Hoteleiros e TER”, “Créditos Bancários Concedidos”, “Nº de Prédios Transacionados“ e Nº de Levantamentos Multibanco”

Na elaboração do Indicador Sintético são considerados, os seguintes dados: População empregada por sectores, dormidas na hotelaria tradicional, receita das pescas, produção de leite, abate de gado, venda de viaturas, venda de cimento, licenças de construção, consumo de energia nos diferentes sectores, produção de leite comum e de queijo.
Publica-se aqui o Indicador Sintético relativo ao 4º trimestre de 2014 e pode verificar-se que, embora não totalmente coincidentes, há uma evolução aproximada e também mostra que, de finais de 2010 a meados de 2013, viveu-se na Região um período de recessão e a partir dessa altura se iniciou um período de recuperação.


terça-feira, 3 de março de 2015

Indicador da Activdade Económica - Açores

Indicador de Atividade Económica (IAE) – Açores,
divulgado pela primeira vez pelo SREA

O SREA inicia a divulgação do Indicador de Atividade Económica (IAE) regional, resultante do trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos com o apoio técnico do INE, que já há anos disponibiliza um IAE ao nível nacional.

Segundo o SREA, o objetivo do projeto é dotar a Região de uma das ferramentas essenciais à Análise da Conjuntura económica regional.
 
De acordo com o Serviço Regional de Estatística, para o cálculo do IAE – Açores são utilizadas as seguintes séries:
 “Leite entregue nas fábricas”, “Gado Abatido”, "Pesca Descarregada”, “Produção de Energia”, “Produção de Produtos Lácteos”, “Consumo de Energia na Indústria”, “Venda de Cimento”, “Empregados na Construção Civil”, “Passageiros Desembarcados Via Aérea”, “Dormidas nos Estabelecimentos Hoteleiros e TER”, “Créditos Bancários Concedidos”, “Nº de Prédios Transacionados“ e Nº de Levantamentos Multibanco”
 
 

 
 


Obras licenciadas